16 de março de 2020, às 17:40

CORONAVÍRUS | SEIAS orienta equipes e usuários da rede socioassistencial sobre medidas preventivas


Diretoria de Assistência Social inicia visitas às unidades de acolhimento estaduais na quarta-feira

Foto: Pritty Reis

As unidades de acolhimento institucional também integram o rol de equipamentos socioassistenciais mantidos pela Secretaria de Estado de Inclusão Social – SEIAS que passarão a seguir medidas de segurança para a redução de riscos de transmissão do COVID-19. A partir de quarta-feira (20), a diretoria de Assistência e Desenvolvimento Social – DADS iniciará uma força tarefa para prestar orientações específicas às equipes de trabalhadores e usuários da Casa de Passagem, do Abrigo Estadual para Mulheres Vítimas de Violência, e dos Abrigos Estaduais Regionais de Carmópolis e Frei Paulo.

Foto: Fernando Augusto

A diretora de Assistência Social da SEIAS, Inácia Brito, afirma que orientações preventivas serão dadas no sentido de intensificar os cuidados com a higiene tanto do espaço físico, quanto dos usuários acolhidos nos equipamentos. “Nossa equipe estará presente nas unidades de acolhimento para conscientizar os acolhidos – sobretudo as pessoas em situação de rua abrigadas na Casa de Passagem, que têm maior vulnerabilidade ao contágio – da importância de adotar as medidas preventivas relacionadas à higiene pessoal, à etiqueta respiratória e às medidas de distanciamento social. Isso será feito através da exibição de vídeos e da distribuição de material informativo”, detalhou Inácia.

Ainda segundo ela, a SEIAS já trabalha na edição de recomendações a toda a rede socioassistencial nos municípios, para que as mesmas medidas sejam adotadas pelos abrigos e casas-lares municipais e municipais regionais; Centros de Referência de Assistência Social – CRAS e de Referência Especializados de Assistência Social – CREAS, dentre outros equipamentos públicos, sobretudo orientando que se evite a realização de eventos e ações que possam ocasionar aglomerações.

Ao todo, a Rede Socioassistencial composta pelos serviços do Sistema Único de Assistência Social em Sergipe contempla equipamentos municipais e estaduais regionais de atendimento a diversos grupos vulneráveis, espalhados por todo o estado. Entre eles, os serviços da Proteção Social Básica são prestados principalmente através de 109 CRAS localizados em todos os municípios; os da Proteção Social Especial de Média Complexidade, por meio de 78 CREAS em funcionamento em 74 municípios, e de 03 Centros de Referência de Atendimento à Mulher – CREAMs.

Já os serviços de Proteção Social Especial de Alta Complexidade para crianças, adolescentes, mulheres, idosos e população em situação de rua são prestados em 11 abrigos municipais, 04 abrigos municipais regionais, 02 abrigos estaduais regionais, 13 casas lares municipais, 01 casa lar municipal para idosos, 09 casas lares regionais, 01 Casa de Passagem Estadual, 01 abrigo municipal para população em situação de rua, uma república para jovens municipal, 01 abrigo municipal para mulheres vítimas de violência e 01 abrigo Estadual para Mulheres vítimas de violência em risco iminente de morte.

Fotos: Pritty Reis e Fernando Augusto

Atualizado: