9 de janeiro de 2020, às 18:34

1ª Feira da Agricultura Familiar de 2020 recebe oficina de defensivos naturais para agricultores


Com o intuito de trazer mais visibilidade ao público, a primeira edição da Feira da Agricultura Familiar em 2020, realizada nesta quinta-feira (09), trouxe uma novidade: o retorno para a área externa da Secretaria de Estado da Inclusão e Assistência Social – SEIAS. A mudança atendeu à solicitação dos agricultores, que também receberão a cada nova edição ações de conscientização sobre produção e consumo de alimentos saudáveis e de qualidade, promovidas pela Coordenação de Segurança Alimentar e Nutricional (CSAN/SEIAS). A primeira ação desenvolvida foi uma oficina de defensivos naturais para orgânicos.

A Feira oferta ampla variedade de produtos orgânicos e, de acordo com o engenheiro agrônomo da CSAN, Lucas Aroaldo, a expectativa com a mudança de local é alavancar as vendas para os agricultores. “A mudança foi uma reivindicação dos feirantes desde o ano passado. Então, trouxemos a estrutura para a frente da SEIAS com o intuito de ficar mais visível para que o público externo possa conhecer. A Feira oferece produtos de qualidade e todos os agricultores possuem cadastro em Organizações de Controle Social (OCS) de diferentes regiões do Estado, o que garante a certificação da produção orgânica para segurança do consumidor”, pontuou.

A primeira ação de conscientização do ano foi a produção de um inseticida natural caseiro, simples e barato. O estagiário de Agronomia da CSAN, Érick Dantas, explicou como é feita a solução. “O defensivo é utilizado para o controle prático e combate a pulgões, cochonilhas e lagartas em diversas culturas. É totalmente orgânico e a produção dele é muito fácil, com proporções simples: para cada barra de sabão ou 200g sabão de coco em pó, utiliza-se 1L de água quente e 3L de água em temperatura ambiente. Primeiro, deve-se desmanchar a barra de sabão ou diluir o sabão em pó na água quente, depois mistura com a água em temperatura ambiente. Após a dissolução, já pode colocar o líquido em uma bomba manual para realizar a aplicação direta nas plantas”, ensinou.

A agricultora do município de Lagarto, Josileide Martins, é uma das comerciantes da Feira e aprovou a mudança do local, assim como também parabenizou a iniciativa da CSAN ao trazer informações novas para os produtores rurais. “A feira voltou a ser aqui na parte de fora da secretaria e está bom, pois quem vai passando pela rua já vê a feira e assim chama a atenção de mais clientela. Esta é a primeira feira do ano e vendi quase tudo da minha banca. Gostei muito também das dicas sobre defensivos naturais. Na próxima feira, vou trazer o defensivo que uso na minha produção para compartilhar com os outros feirantes, que é a calda bordalesa”, disse.

A Feira da Agricultura Familiar é realizada quinzenalmente na SEIAS [Rua Santa Luzia, 680 – Bairro São José, Aracaju-SE], e nas quintas alternadas, no Parque da Sementeira. A Feira incentiva o consumo de alimentos isentos de agrotóxicos e possibilita a geração de renda para famílias que vivem da agricultura familiar no interior de Sergipe.

Fotos: Pritty Reis

Atualizado: